A dialogar criamos pontes

Enquadrado no Plano Local para a Integração das Comunidades Ciganas (PLICC), o projeto atua junto da população estudantil das comunidades ciganas, bem como das suas famílias nas escolas básicas do Fogueteiro e Paulo da Gama, promovendo o diálogo intercultural, a comunicação entre escola e famílias, a valorização dos percursos educativos nas comunidades, com o intuito de estimular a progressão escolar, prevenindo o absentismo e o abandono precoce das crianças e jovens, profundamente agravados pelos impactos da covid-19.

O projeto enquadra-se no âmbito da candidatura Cultura para Todos com cofinanciamento FSE POR2020.

É promovido pela AMUCIP – Associação para o Desenvolvimento das Mulheres Ciganas Portuguesas, com o apoio da Câmara Municipal do Seixal.

Público-alvo
Crianças e jovens das comunidades ciganas, famílias, encarregados/as de educação, professores e técnicos/as.

 

Objetivos
Criar ciclos de comunicação regular entre a facilitadora e as/os encarregados/as de educação da comunidade cigana, assim como desta comunidade com os restantes atores da comunidade educativa (docentes e técnicos/as).
Promover atividades facilitadoras das relações interpessoais, entre crianças e jovens ciganas e não ciganas, em contexto escolar, estimulando a apropriação do espaço escola.
Promover o diálogo intercultural e o conhecimento da história e cultura cigana.
Divulgar o desenvolvimento do projeto, os impactos e resultados junto da comunidade.

 

Calendarização

O projeto desenvolve-se ao longo do ano letivo 2022-2023, nas escolas participantes.
No final do ano letivo realizar-se-á uma iniciativa pública de comunicação dos resultados do projeto, bem como a produção de um documentário como evidência da construção de todo o processo.

Ações prevista para o ano letivo 2022-2023:

1) acompanhamento de duas mediadoras socioculturais certificadas, de etnia cigana, para o acompanhamento de uma facilitadora em contexto de capacitação, conforme as atividades previstas em candidatura, num período de três vezes por semana (tempo inteiro); durante 10 meses, a serem distribuídos, alternadamente, entre as duas escolas parceiras.
2) documentação de boas práticas de existência de mediadores/facilitadores oriundos da comunidade cigana no espaço escolar e, na articulação entre estes dois espaços educativos: comunidade / escola.
3) participação das escolas parceiras do projeto no Dia Internacional da Comunidade Cigana e Dia Nacional da Pessoa Cigana.
4) estimular a participação de crianças e jovens nos projetos extracurriculares escolares e dias comemorativos das escolas.
5) promover uma ação de conhecimento sobre comunidades ciganas dirigidas a professores e técnicos interessados: Comunidades Ciganas: Abordagens à Intervenção.

Informações

Divisão de Desenvolvimento Social e Cidadania
Elsa Simões Tavares
elsa.simoes@cm-seixal.pt
Tel.: 212 276 700

Parceiros

Escola Básica do Fogueteiro
Escola Básica Paulo da Gama
Lisboa2020
Portugal2020
União Europeia | Fundos Europeus Estruturais e de Investimento